Mais de 100 são detidos em protesto no Irã

A polícia iraniana deteve mais de 100 pessoas por "perturbar a ordem pública" durante uma manifestação nesta semana para marcar o aniversário da tomada da Embaixada dos Estados Unidos, informou a agência estatal Irna no sábado.

REUTERS

07 Novembro 2009 | 11h28

Forças de segurança entraram em confronto com seguidores do líder da oposição Mirhossein Mousavi em Teerã na quarta-feira, quando um evento anual do governo marcando os 30 anos da invasão da representação norte-americana se tornou violento.

"A polícia prendeu 109 pessoas que geraram desordem e perturbaram a ordem e a segurança pública nas proximidades da manifestação de quarta-feira", disse Azizollah Rajabzadeh, chefe da polícia de Teerã, segundo a agência Irna. "Cerca de 62 foram presos e o restante foi libertado."

A Guarda Revolucionária do Irã e a milícia aliada Basij haviam alertado a oposição para que não tentasse usar a manifestação para reviver os protestos contra o regime clerical, após a polêmica eleição presidencial de junho.

Os candidatos derrotados Mousavi e Mehdi Karoubi, que dizem estar comprometidos com a reforma do país, exortaram seus apoiadores a tomar as ruas na quarta-feira para protestar contra o governo apesar dos alertas das forças de segurança sobre "aglomerações ilegais".

Forças de segurança prenderam um repórter da Agência France Presse (AFP) e um estudante dinamarquês ligado aos protestos.

Mais conteúdo sobre:
IRA PRESOS PROTESTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.