Suhaib Salem/Reuters
Suhaib Salem/Reuters

Manifestação em Gaza pede reconciliação de Hamas e Al Fatah

Protesto pede negociaçõs multilaterais e reuniu centenas de pessoas no centro da cidade

Efe

25 de julho de 2009 | 11h10

Centenas de pessoas fizeram uma manifestação neste sábado, 25, na cidade de Gaza para protestar contra o enfrentamento que vivem os principais movimentos palestinos, o Hamas e o Al Fatah, que ocorre há mais de dois anos.

 

O protesto foi organizado pela Frente Democrática para a Libertação Palestina (FDLP) em apoio à reconciliação dos dois grupos extremistas, que negociam sem êxito há meses com mediação do Egito.

 

Os manifestantes gritavam e tinham cartazes com frases a favor da unidade palestina e pediam que as negociações com Cairo deixem de ser bilaterais e passem a incluir todas as facções palestinas.

 

Dirigentes da FDLP e outras personalidades de Gaza participaram da marcha, que percorreu a rua principal de Gaza até chegar ao Monumento ao Soldado Desconhecido, no centro da cidade.

 

A manifestação ocorreu de forma pacífica e sem a intervenção das forças de segurança do Hamas, que controla a faixa de Gaza desde junho de 2007, quando expulsou as forças leais ao presidente e líder do Al Fatah, Mahmoud Abbas.

 

"Viemos aqui para dizer que o diálogo global é o único caminho para colocar fim aos feudos (o Al Fatah controla a Cisjordânia e o Hamas comanda Gaza) e recuperar a unidade entre nosso povo", disse Talal Abu Zarifa, dirigente da FDLP em Gaza. Zarifa lembrou que cinco meses de negociações bilaterais "não deram nenhum fruto" e somente "levaram a mais conflitos".

 

Na semana passada foi anunciado o adiamento da próxima rodada de diálogo até 25 de agosto, um mês depois da data inicialmente prevista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.