Merkel e Netanyahu discutem processo de paz no Oriente Médio

Há boas perspectivas para retomar negociações, diz chanceler alemã antes da visita de premiê de Israel

Efe,

27 de agosto de 2009 | 09h09

A reativação do processo de paz no Oriente Médio centra a reunião que o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, mantém hoje em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Veja também:

link Israel propõe congelar expansão de colônias na Cisjordânia

Após se encontrar ontem com o presidente alemão, Horst Köhler, Netanyahu se reunirá hoje também com o ministro de Assuntos Exteriores local, Frank Walter Steinmeier, com quem discutirá o polêmico programa nuclear iraniano.

Um dia antes da reunião, Merkel pressionou Netanyahu a mostrar uma "maior disposição ao compromisso", em prol de uma solução pacífica para o Oriente Médio.

Há "boas perspectivas para retomar as negociações", disse Merkel, em declarações ao canal "N24" e em relação ao estagnado processo no Oriente Médio. "Que façamos o que estiver a nosso alcance para aproveitar esse momento", acrescentou a chanceler, para ratificar, depois, o compromisso de seu governo com uma solução baseada em dois Estados, um israelense e outro palestino.

As declarações de Merkel foram feitas perante a reunião que manterá na Chancelaria com Netanyahu, que seguiu viagem a Berlim após se encontrar em Londres com o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown.

A Alemanha mantém, por razões históricas, a máxima cautela diante de qualquer crítica à política de Israel. No entanto, a estadia do ultranacionalista na Alemanha foi marcada pela frieza institucional, sem atos públicos nem discursos conjuntos de Netanyahu com políticos alemães.

Tudo o que sabemos sobre:
MerkelNetanyahuOriente MédioAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.