Militantes matam 5 soldados paquistaneses na fronteira afegã

Outros 7 militares ficaram feridos. Mais de 100 rebeldes e soldados foram mortos na região somente neste mês

Associated Press

22 de janeiro de 2008 | 04h37

Militantes islâmicos atacaram um forte no Paquistão perto da fronteira com o Afeganistão, no começo desta terça-feira, 20. Na ação cinco soldados morreram e sete ficaram feridos, relataram os militares.   As tropas sofreram retaliação durante o ataque ao Forte Ladha no Waziristão do Sul, no coração tribal do oeste paquistanês e junto à fronteira afegã. Porém, as "graves conseqüências" foram sentidas pelos insurgentes", afirma um pronunciamento oficial do exército.   Mais de 100 rebeldes e soldados foram mortos na região somente este mês.   Os talebans perpetraram vários ataques ao Forte Ladha nas últimas semanas a fim de capturá-lo, dias depois de tomar outro centro militar em Sararogha, de onde saíram posteriormente.   Em 10 de janeiro, insurgentes também atacaram o Forte Lahda. De acordo com os militares foram mortos entre 40 e 50 dos militantes.   O Exército e os talebans se enfrentam diariamente no Waziristão do Sul, um dos eixos da atividade fundamentalista no Paquistão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.