Militantes suicidas invadem prédio público no leste afegão

A polícia matou três potenciais homens-bombas nesta terça-feira no volátil leste do Afeganistão, e depois continuou trocando tiros contra um quarto militante, segundo autoridades.

REUTERS

10 de janeiro de 2012 | 10h46

Dois policiais também foram mortos no confronto, iniciado quando os militantes tentaram invadir um prédio governamental. O Taliban assumiu a autoria do ataque, ocorrido na província de Paktika, na fronteira com o Paquistão.

Os quatro insurgentes levavam pequenos explosivos presos aos corpos, e portavam lançadores de granadas. O alvo do ataque era um escritório de comunicações do governo perto da casa do governador de Paktika, Mohebullah Samim.

"Um policial foi morto e parte do prédio do setor de comunicações está pegando fogo agora", disse Samim à Reuters, acrescentando que um quarto insurgente "ainda estava resistindo", e que forças da Otan prestavam auxílio aéreo.

Um porta-voz do Taliban disse por email que o grupo matou cidadãos dos EUA dentro do prédio, mas não foi possível confirmar essa informação, e muitas vezes o Taliban exagera em seus relatos.

(Por Amie Ferris-Rotman)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOEXPLOSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.