Ministra síria diz que EUA 'mataram inocentes e a soberania'

Bouthaina Shaaban compara ataque americano na Síria que matou oito aos atentados de 11 de setembro

Efe,

28 de outubro de 2008 | 20h57

Os Estados Unidos "violaram a soberania de um país e mataram pessoas inocentes", disse nesta terça-feira, 28, a ministra de Estado síria Bouthaina Shaaban, sobre o ataque de domingo na Síria, onde helicópteros americanos mataram oito pessoas - o que comparou aos atentados de 11 de setembro de 2001, em Nova York.  Veja também:Síria manda fechar escola e centro cultural americanosBagdá condena ataque atribuído aos EUA na Síria Em entrevista à agência Efe, Shaaban, que acumula os cargos de ministra de Estado e de conselheira presidencial de Política e Informação, afirmou que o ataque de domingo no povoado sírio de Abu Kamal (junto à fronteira com o Iraque) "é um ato que caracteriza as atuações americanas." O Iraque e fontes extra-oficiais americanas afirmam que o ataque foi contra a casa de Abu Ghadiyah, que apontam como colaborador da rede terrorista Al-Qaeda. "Eu me pergunto que diferença há entre a morte destes civis inocentes e as ocorridas no 11 de setembro em Nova York ou no 11 de março, em Madri", disse a ministra, ressaltando que "um ato desta índole permite ao governo sírio" tomar "medidas adicionais" no âmbito diplomático. A respeito da futura administração que saia das eleições presidenciais norte-americanas em 4 de novembro, Shaaban disse que "ganhe quem ganhe, esperemos que mude a política atual e solucione os erros cometidos em todos estes anos."

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.