Ministro da Defesa de Israel alerta para arsenal do Hezbollah

As guerrilhas libanesas do Hezbollahreuniram mais de 40.000 mísseis desde a guerra de 2006 contraIsrael, colocando grande parte do Estado judaico a seu alcance,disse o ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, naquarta-feira. Barak disse que o arsenal do grupo, que é apoiado por Irã eSíria, cresceu apesar de uma grande força internacionalorganizada no sul do Líbano, estabelecida por uma resolução doConselho de Segurança da ONU que terminou o conflito. "Paradoxalmente à resolução 1701 (da ONU) que terminou aguerra do Líbano, se tornou um ponto de partida", disse Barak ajornalistas em Tel Aviv. "O Hezbollah possuía 11.000 mísseis capazes de atingir acidade de Hadera (no norte do país), e agora tem 40.000 quepodem atingir as cidades de Yeruham, Dimona e Arad (no sul dopaís)", acrescentou. Israel tem estado em alerta para ataques e sequestros doHezbollah desde que o idealizador do grupo, Imad Moughniyah,foi assassinado na Síria em fevereiro. O Hezbollah prometeu "guerra aberta" contra Israel paravingar a morte de Moughniyah, que morreu em ataque de umcarro-bomba em Damasco. "Nós impedimos, com a cooperação de autoridadesestrangeiras, pelo menos dois ataques em diferentes lugares domundo", disse Barak. Barak afirmou que homens de negócios israelenses, enviadose autoridades militares correm em risco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.