Ministro do governo do sul do Sudão é assassinado pelo motorista

Guarda-costas morre em ataque; independência do país será formalizada em julho

Efe,

09 de fevereiro de 2011 | 09h59

O ministro de Cooperativas e Desenvolvimento Rural do Governo autônomo do sul do Sudão, Jimmy Lemi Milla, foi assassinado nesta quarta-feira por seu motorista, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

"O ministro foi assassinado por seu motorista e seu guarda-costas também morreu", afirmou o porta-voz do Exército do sul do Sudão, Phillip Aguer.

Aparentemente, os tiros foram feitos pouco depois das 10h hora local (5h de Brasília) na sede do Ministério, em Juba, capital da região autônoma do sul do Sudão, que se transformará em um novo Estado a partir de 9 de julho.

A fonte não deu detalhes adicionais sobre o crime e anunciou que posteriormente serão divulgadas mais informações. O assassinato do ministro foi registrado dois dias depois de terem sido divulgados os resultados finais do referendo de janeiro, no qual o sul do Sudão aprovou majoritariamente sua separação do resto do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Sudão do SulSudão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.