Ministro sírio vai à Turquia esclarecer violação israelense

Síria acusa Israel de lançar bombas e invadir seu espaço aéreo pela fronteira com a Turquia

Efe,

09 de setembro de 2007 | 10h52

O ministro das Relações Exteriores sírio, Walid al-Muallem, viajará neste domingo, 9, a Ancara para se reunir com o governo turco e esclarecer o conflito entre a Síria e Israel, depois que aviões israelenses violaram o espaço aéreo sírio muito perto da Turquia, segundo fontes oficiais turcas.   A Síria acusa Israel de ter violado seu espaço aéreo e lançado várias bombas na última quarta-feira em território nacional, em uma zona despovoada próxima à fronteira com a Turquia, o que aumentou as tensões nessa região.   O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, negou a violação do espaço aéreo nacional por aparelhos israelenses, após precisar que várias bombas e um depósito de combustível de avião foram descobertos em território sírio muito próximo à fronteira turca.   No entanto, o canal de televisão turco NTV informou que outro tanque de combustível aéreo foi encontrado em solo turco, perto da localidade de Hassa, próxima à Síria, e que Ancara pediu explicações a Jerusalém sobre o caso.   O Ministério de Relações Exteriores turco afirmou que os aviões militares israelenses não tinham violado o espaço aéreo turco, mas que a população local os tinha visto voar muito baixos perto dos limites fronteiriços.   Enquanto o governo de Israel manteve silêncio sobre o caso, o Ministério de Assuntos Exteriores turco manifestou em comunicado a preocupação da Turquia com a evolução da situação, em um momento no qual a região vive dias de crise.   Muallem deve ser recebido por Erdogan e pelo presidente turco, Abdullah Gül, para abordar os recentes eventos políticos no Oriente Médio e, principalmente, o incidente entre a Síria e Israel.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.