Morrem 3 americanos em ataque a hospital em Cabul

Três norte-americanos foram mortos nesta quinta-feira quando um segurança abriu fogo em um hospital em Cabul fundado por uma instituição de caridade dos Estados Unidos, o mais recente de uma série de ataques a civis estrangeiros no Afeganistão.

Reuters

24 de abril de 2014 | 15h34

Os ataques a forças de segurança, civis afegãos e ocidentais têm aumentado desde o começo do ano, à medida que as forças ocidentais se preparam para deixar o país e os afegão para escolher um novo presidente.

"Podemos confirmar que três norte-americanos foram mortos", disse uma autoridade da embaixada dos EUA sem dar maiores detalhes. Um quarto norte-americano ficou ferido, informou o Ministério da Saúde afegão.

O autor do atacante, um policial empregado como segurança no Hospital Cure, foi capturado, disse o ministério. O Taliban assumiu a responsabilidade por ataques semelhantes este ano, mas não comentou o tiroteio desta quinta.

Os mortos incluem um médico, um pai e um filho que visitavam o hospital, disse o ministro da Saúde afegão, Suriya Dalil.

"Quando saíam do hospital, o segurança abriu fogo contra eles, matando três e ferindo outro", afirmou uma autoridade do Ministério do Interior.

Entre eles estava o médico Jerry Umanos, um pediatra de Chicago e voluntário durante quase uma década no treinamento de residentes médicos no Afeganistão e no tratamento de pacientes, de acordo com o centro de saúde de Chicago onde ele trabalhou durante mais de um quarto de século.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOMORTESHOSPITAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.