Nações árabes pedem fim da violência na Síria

Países árabes pediram que a Síria interrompa o uso de armas e recorra ao diálogo, afirmou o primeiro-ministro do Catar em discurso de abertura na Liga Árabe nesta terça-feira, depois que o presidente sírio, Bashar al-Assad, enviou tanques e tropas para reprimir protestos contra seu governo.

REUTERS

13 Setembro 2011 | 08h43

"Nós acreditamos que a solução deva vir por meio do término do uso de armas, colocando um fim no derramamento de sangue e recorrendo à esperteza e ao diálogo", afirmou o premiê do Catar, o xeque Hamad bin Jassim al-Thani, ao delinear a posição árabe sobre a Síria e outras questões.

Ele também elogiou aqueles na comunidade internacional que endossam a tentativa palestina de obter status de nação e pediu apoio contínuo quando os palestinos apresentarem o pedido deles para a Organização das Nações Unidas.

Mais conteúdo sobre:
ORMED SIRIA ARABES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.