Negociações entre Hamas e Israel avançam, diz Egito

País árabe tenta intermediar acordo de longo prazo após retirada de Gaza; trégua no território palestino entra em seu segundo dia

Reuters

06 de agosto de 2014 | 08h54

CAIRO -  Negociações indiretas intermediadas pelo Egito entre israelenses e palestinos têm avançado enquanto o cessar-fogo de 72 horas entre o Hamas e o Exército de Israel entrou no seu segundo dia. 

"As negociações estão avançando", declarou por meio de nota a chancelaria egípcia. Segundo fontes diplomáticas dos dois países, novas conversas com representantes israelenses devem ocorrer ao longo do dia. 

Israel retirou ontem suas tropas terrestres da Faixa de Gaza como parte de uma trégua de três dias, o primeiro passo para um acordo de longo prazo. Os palestinos querem o fim do bloqueio imposto por Egito e Israel ao território, além da libertação de prisioneiros. Israel exige a desmilitarização da Faixa de Gaza. 

" Para Israel, a questão mais importante é essa", disse Marl Regev,  porta-voz do primeiro-ministro Binyamin Netanyahu. "Precisamos impedir o Hamas de se rearmar e desmilitarizar a Faixa de Gaza."

O secretário de Estado americano, John Kerry, disse que respaldaria o fim do bloqueio desde que o Hamas desista de lançar foguetes contra o sul de Israel.

 "O que queremos é apoiar os palestinos e seu desejo de melhorar suas vidas, e ter acesso às fronteiras para melhorar e reconstruir suas vidas com mais liberdades", disse o diplomata. "Mas isso deve ser acompanhado de mais responsabilidade em relação a Israel, o que significa desistir dos mísseis." / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Faixa de GazaHamasIsraelEgito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.