Matty Stern/Efe
Matty Stern/Efe

Netanyahu diz a Obama que dará chance a cessar-fogo com palestinos

Acordo entre Tel-Aviv e a liderança Hamas foi anunciado no Egito e já está em vigor; 140 palestinos e 5 israelenses morreram

Reuters

21 de novembro de 2012 | 16h17

TEL-AVIV - O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, disse nesta quarta-feira, 21, ao presidente norte-americano, Barack Obama, que está pronto para dar uma chance ao cessar-fogo com militantes do Hamas, informou seu gabinete em comunicado. O Egito anunciou que Israel e Hamas concordaram com um cessar-fogo para acabar com oito dias de combates na Faixa de Gaza que mataram mais de 140 palestinos e cinco israelenses.

 

"(Netanyahu) falou rapidamente com o presidente Barack Obama e concordou com sua recomendação de dar uma chance à proposta de cessar-fogo egípcia, e desta forma dá uma oportunidade para estabilizar a situação e acalmá-la antes que mais ações fortes sejam necessárias", disse a nota israelense.

A Casa Branca afirmou que Obama elogiou Netanyahu por aceitar o acordo. "O presidente expressou sua estima pelos esforços do primeiro-ministro em trabalhar com o novo governo egípcio para alcançar um cessar-fogo sustentável e uma solução mais duradoura para este problema". Washington acrescentou que Obama reiterou seu compromisso com a segurança de Israel e também disse que ele está comprometido em buscar fundos para programas conjuntos de defesa de mísseis.

 

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, participou dos esforços de mediação, ao lado do Egito. Ela chegou à região na noite de ontem e se encontrou com Netanyahu antes de partir para Ramallah, onde se reuniu com o presidente palestino Mahmud Abbas. Depois, viajou para o Egito, onde se reuniu com o presidente Mohamed Morsi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.