Netanyahu pede eleição parlamentar antecipada em Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin , anunciou nesta terça-feira que vai dissolver o Parlamento e buscar eleições antecipadas, e também demitiu os ministros das Finanças e da Justiça.

REUTERS

02 de dezembro de 2014 | 15h11

"O primeiro-ministro planeja convocar a dissolução do Parlamento o quanto antes possível e ir ao povo buscar um mandato claro para liderar Israel", disse um comunicado do gabinete do premiê.

Netanyahu, que lidera o partido de direita Likud, também anunciou a demissão do ministro das Finanças, Yair Lapid, e da ministra da Justiça, Tzipi Livni, ambos líderes de partidos de centro.

"Nas últimas semanas, inclusive nos últimos dias, os ministros Lapid e Livni atacaram duramente o governo que eu lidero. Não vou mais tolerar uma oposição dentro do governo", disse Netanyahu no comunicado.

(Reportagem de Allyn Fisher-Ilan e Ari Rabinovitch)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.