Netanyahu promete que não haverá um 'segundo Holoacusto'

Netanyahu criticou a conferência da ONU contra o racismo, que está em sessão em Genebra

Associated Press,

20 de abril de 2009 | 14h57

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está prometendo que não haverá um "segundo Holocausto" contra o povo judeu.

 

Veja também:

linkAhmadinejad critica 'governo racista' de Israel na ONU

linkIsrael convoca embaixador em Genebra

linkDiscurso de Ahmadinejad esvazia conferência

linkAhmadinejad se diz favorável a dialogar com EUA em 'igualdade'

linkBan se diz decepcionado com países que boicotam conferência

 

Netanyahu fez essa declaração na abertura do dia anula em memória dos 6 milhões de judeus que foram mortos pelos nazistas e seus colaboradores durante a 2ª Guerra Mundial.

 

Netanyahu criticou a conferência da ONU contra o racismo, que está em sessão em Genebra, como um evento anti-isarelense. Ele também atacou o presidente da Suíça, por se reunir com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, a quem Netanyahu chamou de "negador do Holocausto" que pretende perpetrar outro massacre de judeus.

 

Netanyahu disse que Israel não permitirá que "negadores do Holocausto executem outro holocausto contra o povo judeu".

Tudo o que sabemos sobre:
israelirãjudeusantissemitismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.