Netanyahu se diz pronto para retomar diálogo direto com palestinos

Declaração é resposta à decisão da Liga Árabe de apoiar as negociações de paz

Efe

29 de julho de 2010 | 13h15

JERUSALÉM - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira, 28, estar pronto para iniciar as negociações diretas de paz com os palestinos, momentos depois de a Liga Árabe apoiar o início do diálogo em uma reunião no Egito.

 

Veja também:

linkLiga árabe deixa decisão sobre diálogo direto para a ANP

 

"O primeiro-ministro se diz preparado para iniciar as conversas diretas com os palestinos. Esperamos que isso seja possível nos próximos dias. Somente por meio do diálogo direto é possível alcançar a paz entre os dois povos", disse um porta-voz do gabinete do premiê.

 

Nesta quinta, as principais nações da Liga Árabe concordaram em apoiar o ingresso da Autoridade Nacional Palestina (ANP) nas negociações de paz diretas com Israel, mas disseram que isso deve ocorrer de acordo com a decisão do líder palestino Mahmoud Abbas.

 

A decisão de apoiar Abbas, que estabeleceu algumas condições para a retomada do diálogo direto, foi tomada mesmo com a pressão dos EUA e da União Europeia para que o processo fosse restabelecido. Os chanceleres ainda enviaram uma carta ao presidente americano, Barack Obama, explicando a posição do órgão sobre o assunto e expondo algumas condições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.