Nova bandeira iraquiana é erguida pela primeira vez

A nova bandeira temporária do Iraque foierguida no parlamento do país pela primeira vez nestaterça-feira, numa ruptura simbólica com o passado, emboramuitos iraquianos estejam infelizes por seu antigo símbolo tersido substituído. O primeiro-ministro Nuri al-Maliki presidiu o hastiamentoda bandeira do lado de fora do seu escritório na fortificadaZona Verde, em Bagdá, durante cerimônia assistida por membrosdo governo e dignitários. O parlamento decidiu no mês passado adotar a nova bandeira,que é muito similar à anterior, uma medida há tempos pedidapela minoria curda que afirmava que a velha bandeira trazialembranças da brutalidade do regime de Saddam Hussein. Oficiais curdos se recusavam a erguer a antiga bandeira,que era proibida na região curda no norte do Iraque. "(A nova bandeira) será erguida pelo Iraque, no Curdistão,e de norte a sul", afirmou o porta-voz do governo, Alial-Dabbagh. Contudo, este pode não ser o caso. Oficiais em pelo menosuma cidade, Falluja, a oeste da província de Anbar, que já teveum forte insurgência sunita, disseram que não hastear a novabandeira. "Isso é um desastre... Eu estou usando a bandeira antiga emmeu escritório e na minha casa", disse à Reuters o prefeito deFalluja, Saad Rasheed, no mês passado. Muitos iraquianos preferem que o governo se concentre emmelhorar os serviços básicos como eletricidade e água, quefuncionam apenas por certos períodos apesar das melhoras emsegurança nos últimos meses. (Reportagem de Aws Qusay)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.