Número de mortos em ataque suicida no Iraque sobe a 48

O número de mortos em um ataque suicida contra peregrinos xiitas ocorrido no sábado próximo da cidade de Samarra subiu a 48, com 80 feridos, afirmaram autoridades no domingo. O ataque foi um dos mais sangrentos das últimas semanas no país.

REUTERS

13 de fevereiro de 2011 | 10h01

O suicida detonou um colete de explosivos em um terminal rodoviário, na entrada de Samarra, onde os xiitas se reuniram na semana passada para lembrar a morte de um de seus 12 imãs reverenciados.

O suicida conseguiu se infiltrar em uma multidão de peregrinos em um posto de checagem onde autoridades usavam cães farejadores para detectar explosivos em veículos antes que eles cheguem à cidade.

"Pela crueldade que eu vi, foi a Al Qaeda que promoveu este ataque terrorista. A Al Qaeda insiste em minar a estabilidade e a paz em Samarra", disse Majeed Abbas, líder local apoiado pela milícia sunita Sahwa, que tem apoio do governo.

Apesar da violência ter caído acentuadamente no Iraque desde o pico da guerra sectária em 2006 e 2007, forças de segurança estão enfrentando uma enfraquecida mas ainda letal insurgência e ataques a bomba ocorrem diariamente.

Ataques contra peregrinos xiitas no mês passado, próximos da cidade sagrada de Kerbala, mataram dezenas de pessoas. Pelo menos sete pessoas morreram e 78 foram feridas por carros-bomba na cidade de Kirkuk, no norte do país, na quarta-feira. Samarra, situada 100 quilômetros ao norte de Bagdá, abriga a mesquita al-Askari. Os xiitas se reúnem no local para marcar a morte de Hasan al-Askari, o 11o dos 12 imãs.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEMORTOSQUARENTAOITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.