Nunca estivemos tão perto de acordo nuclear com Irã, diz ministro alemão

As seis potências mundiais nunca estiveram tão perto de um acordo com o Irã que resolveria o impasse nuclear de uma vez por todas, mas a fase final de negociações será a mais difícil, afirmou o ministro das Relações Exteriores da Alemanha nesta quinta-feira.

REUTERS

25 de setembro de 2014 | 21h35

"Nós nunca estivemos tão perto de um acordo como agora. Mas a verdade é que a fase final das negociações é provavelmente a mais difícil", disse o ministro Frank-Walter Steinmeier a repórteres após reunião com o presidente do Irã, Hassan Rouhani, nos bastidores da Assembleia-Geral da ONU.

"Agora é a hora de acabar com este conflito. Espero que o Irã...tendo em vista a situação no mundo e a situação no Oriente Médio, saiba e sinta que um colapso das negociações agora não é permitido."

Autoridades diplomáticas dos Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, França, Alemanha, Rússia e Irã se encontram nesta semana em Nova York. Os dois lados estabeleceram o prazo de 24 de novembro para firmar um acordo de longo prazo que daria fim às sanções contra Teerã, em troca da desaceleração de seu programa nuclear.

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Mais conteúdo sobre:
IRAACORDOPERTOALEMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.