Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Obama analisa ofensiva norte-americana no Afeganistão

Presidente avaliou operação anti-taleban em Marjah e retirada das tropas americanas com equipe de segurança

Efe,

12 de março de 2010 | 19h44

O presidente Barack Obama analisou nesta sexta-feira, 12, o andamento da ofensiva contra o Taleban no Afeganistão com sua equipe de segurança, informou a Casa Branca.

 

Em sua coletiva de imprensa diária, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que a reunião, com duração prevista de uma hora mas que se prolongou por mais tempo, foi feita na "Situation Room", a sala de alta segurança da residência presidencial.

 

No encontro estiveram presentes, entre outros, a secretária de Estado, Hillary Clinton, o conselheiro de Segurança Nacional, James Jones, e por videoconferência o general no comando das tropas norte-americanas e da Otan no Afeganistão, Stanley McChrystal.

 

Segundo Gibbs, McChrystal deu informações sobre a ofensiva contra talebans na área de Marjah, no sul do Afeganistão, onde garantiu que conclui a fase de "limpeza" e começa a de "reforço de posições", que implicará a participação de tropas afegãs.

 

O general também assegurou que o processo de retirada dos mais de 30.000 soldados enviados por Obama para reforçar as tropas avança com normalidade e se encontra "dentro do prazo para completá-lo no final de janeiro", segundo Gibbs.

 

Além disso, McChrystal informou sobre os esforços para o treinamento das forças de segurança afegãs, um objetivo essencial para que a meta fixada por Obama de sair do país a partir do ano que vem seja cumprida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.