Obama diz que 'todos' queremos estratégia eficaz no Afeganistão

O presidente Barack Obama disse na terça-feira que "todos nós" queremos uma estratégia de retirada eficaz do Afeganistão na qual as autoridades afegãs sejam capazes de assumir mais responsabilidades.

REUTERS

14 de julho de 2009 | 14h30

Obama fez o comentário após conversar com o primeiro-ministro holandês, Jan Peter Balkenende, sobre a atual situação no Afeganistão, sobre economia global e mudança climática.

"Todos nós queremos ver uma estratégia de saída eficaz, na qual o Exército afegão, a polícia afegã, as cortes afegãs e o governo afegão assumam mais responsabilidades por sua própria segurança", afirmou Obama.

Cerca de 4.000 fuzileiros navais norte-americanos e centenas de soldados afegãos e da Otan participam de uma ofensiva em várias partes da província de Helmand contra o Taliban, na maior operação conduzida por tropas estrangeiras desde a deposição do grupo islâmico em 2001.

A operação ocorre um mês antes da eleição presidencial, importante tanto para Cabul como para o governo dos EUA, que identificou o Afeganistão e o Paquistão como prioridades de sua política externa.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOOBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.