Ofensiva aérea em Bagdá mata 14; Alvo foi o exército Mehdi

Além das mortes, acidente feriu nove pessoas e destruiu cinco casas nas proximidades da capital iraquiana

Reuters,

06 de setembro de 2007 | 03h53

Uma ofensiva aérea nas proximidades de Bagdá durante a noite matou 14 pessoas e demoliu casas, a polícia local afirmou nesta quinta-feira, 6.   O bombardeiro aéreo ocorreu, de acordo com um porta-voz norte-americano, no local de convívio do exército Mehdi, a milícia do clérigo xiita Moqtada al-Sadr, no oeste de Bagdá, distrito de Mansour.   A polícia acrescentou que nove pessoas foram feridas no ataque. Um oficial reportou que foram destruídas cinco casas.   O exército dos Estados Unidos realizou uma série de operações, incluindo ofensivas aéreas contra o que consideram elementos do exército de Mehdi. De acordo com os militares americanos, muitos desses "grupos especiais" tem ligações com o Irã, que fornece armas e treinamento, a cargo de Teerã.   O município de Sadr na semana passada ordenou que o exército de Mehdi suspenda as operações durante seis meses para que seja restabelecida a autoridade sobre a milícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.