Oito membros de comitê de paz são mortos no Paquistão

Anciãos tribais são mortos em ataques diferentes em região montanhosa próxima ao Afeganistão

Efe

07 de janeiro de 2008 | 04h08

Pelo menos oito delegados dos comitês de paz que servem de intermediários entre o Governo e os insurgentes das áreas tribais no oeste do Paquistão morreram nesta segunda baleados em seus escritórios, informou o Exército paquistanês em comunicado.   O incidente aconteceu na região tribal do Waziristão do Sul, quando grupos de fundamentalistas abriram fogo contra os escritórios dos comitês de Wana e Shikai.   Segundo o Exército, três delegados morreram em Wana e outros cinco em Shikai.   O comitê de paz, formado por 21 membros, foi encarregado de ser o mediador entre o Exército e os fundamentalistas da região para resolver conflitos desde 2005, quando ambos os lados alcançaram uma trégua.   A violência nas áreas tribais aumentou desde julho, quando o Exército atacou a Mesquita Vermelha de Islamabad, um reduto de fundamentalistas no coração da capital. Essa operação gerou uma onda de violência e atentados suicidas no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão, mortosComitê de paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.