Olmert ameaça o Hamas com medidas 'dolorosas'

O primeiro-ministro de Israel, EhudOlmert, ameaçou na quarta-feira adotar medidas "dolorosas"contra o Hamas e descartou negociar uma possível trégua com ogrupo islâmico. "Não estamos conversando com o Hamas e não aceitaremoscompromissos com alguém que consistentemente dispara foguetessobre as cabeças dos israelenses", disse Olmert, em inglês, ajornalistas estrangeiros. "Lidaremos de outras formas com o Hamas, e elas serãosempre muito dolorosas." Com apoio dos EUA, o Egito tenta negociar um cessar-fogoentre Israel e o Hamas, que nas últimas semanas suspendeu osdisparos de foguetes, depois de uma ofensiva israelense nonorte da Faixa de Gaza que matou mais de 120 palestinos, muitosdeles civis. Israel também evita atacar membros do grupo em Gaza, mascontinua alvejando a Jihad Islâmica, que mantém disparosesporádicos de foguetes -- que raramente deixam mortos ouferidos, mas traumatizam as cidades fronteiriças. As negociações poderiam levar à reabertura da fronteira deRafah, entre Gaza e Egito, que voltou a ser lacrada depois deser explodida por militantes em janeiro, para permitir que apopulação de Gaza fosse ao Egito comprar bens essenciais,desafiando o embargo israelense. (Reportagem de Adam Entous)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.