Olmert, Bush e Abbas se reunirão em Jerusalém, diz jornal

Objetivo é acelerar a negociação sobre as questões fundamentais do conflito palestino-israelense

Efe

02 de janeiro de 2008 | 06h54

Os dirigentes de Israel, da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e dos Estados Unidos devem participar de uma reunião conjunta em Jerusalém durante a visita do presidente americano, George W. Bush, à região na próxima semana. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo jornal israelense "Ha'aretz", que afirma que a reunião terá como objetivo acelerar a negociação sobre as questões fundamentais do conflito palestino-israelense, como os refugiados, as fronteiras e Jerusalém. Bush visitará a região na quarta-feira e quinta-feira da próxima semana, como parte de uma viagem pela que inclui sete países em nove dias.Reuniões preparatórias entre funcionários da Casa Branca e do Governo israelense nos últimos dias conduziram a um acordo para a realização de uma reunião entre o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, o presidente da ANP, Mahmoud Abbas, e Bush. Um porta-voz do Escritório de Olmert não quis comentar a possível reunião conjunta com o presidente da ANP e Bush em Jerusalém, e se limitou a assinalar que "ainda não recebeu informações sobre programa ou a agenda das reuniões". A visita do presidente americano ao Oriente Médio terá como pontos-chave o processo de paz entre israelenses e palestinos reiniciado no mês passado, e o programa nuclear iraniano. Caso a reunião aconteça, ela será realizada num "local neutro", e não na residência oficial do Primeiro-ministro israelense em Jerusalém, ponto sede de encontros anteriores com o presidente palestino. Uma das possibilidades é que a reunião aconteça no Consulado Americano em Jerusalém Oriental, precisou uma fonte citada pelo "Ha'aretz". Olmert deve participar hoje de uma reunião com o ministro da Defesa, Ehud Barak, e a de Assuntos Exteriores e chefe da delegação negociadora com os palestinos, Tzipi Livni, para analisar a posição de Israel faltando poucos dias para visita de Bush à região.

Tudo o que sabemos sobre:
BushJerusalémPalestina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.