Onda de violência deixa dois mortos e 14 feridos no Iraque

Ataques ocorrem um dia após o início da campanha eleitoral para as eleições parlamentares

Efe,

14 de fevereiro de 2010 | 07h47

Pelo menos duas pessoas morreram e outras 14 ficaram feridas nas últimas 24 horas em diferentes atentados em Bagdá, alguns deles dirigidos contra sedes de partidos políticos, informaram fontes policiais neste domingo, 14.

 

Veja também:

link Suspensão de candidatos causa atentado em Bagdá

link Sunitas são proibidos de participar de eleições no Iraque

link Oposição iraquiana suspende campanha para parlamento

 

As fontes explicaram à agência Efe que um casal foi assassinado na madrugada passada por rebeldes que invadiram sua casa, no sudoeste de Bagdá.

 

O prefeito da localidade de al-Rashid, ao sul de Bagdá, ficou ferido gravemente neste domingo em uma tentativa de assassinato cuja autoria ainda não foi determinada.

 

Na noite deste sábado, 13, pelo menos quatro pessoas ficaram feridas após a explosão de uma bomba na região da sede da Frente Iraquiana para o Diálogo Nacional - liderada pelo dirigente sunita Saleh al-Mutlak, cuja candidatura para as eleições gerais foi descartada.

 

Outras cinco pessoas ficaram feridas no sábado à noite em outro atentado contra a sede do Grupo de Ulemás e Intelectuais do Iraque, no oeste da capital.

 

Em outro ataque, também ontem à noite, dois civis ficaram feridos pela explosão de uma bomba na sede do movimento al-Etedala al-Watani, no centro de Bagdá.

 

Outros dois atentados foram realizados contra as sedes do partido al-Shaab no leste de Bagdá e contra o agrupamento União Nacional, no oeste da capital, nos quais três pessoas ficaram feridas.

 

Os ataques ocorreram um dia depois do início da campanha eleitoral para as eleições parlamentares do próximo dia 7 de março. A votação vai eleger 325 deputados.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueal RashidSaleh al Mutlak

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.