ONG acusa Austrália de desviar ajuda destinada ao Iraque

Segundo Aid Watch, governo australiano utilizou recursos para apoiar seus interesses econômicos no país

Efe,

03 de agosto de 2007 | 04h08

Segundo a organização Aid Watch, o governo australiano desvia a ajuda humanitária destinada ao Iraque. A ONG acusa a Austrália de desviar mais de US$ 150 milhões e utilizar os recursos para apoiar seus interesses econômicos no país. As acusações foram feitas nesta sexta-feira. A entidade supervisiona as políticas comerciais do governo e seus programas de ajuda no exterior. Segundo ela, as autoridades australianas investiram o dinheiro em acordos para que o Iraque eliminasse as tarifas sobre as importações, informou a rádio estatal. "Em lugar de proteger a segurança alimentar no Iraque, que era o objetivo da AusAid (a agência governamental de cooperação internacional), pagaram representantes para garantir a manutenção de contratos de importação de trigo australiano", explicou o porta-voz da Aid Watch, Flint Duxfield. Além disso, os representantes da AusAid eliminaram subsídios e proteções aos produtores iraquianos para dar vantagens consideráveis aos agricultores australianos, acrescentou Duxfield. O grupo pediu uma auditoria sobre toda a ajuda financeira enviada pela Austrália ao Iraque desde 2003. A antiga empresa estatal AWB foi investigada no ano passado por ter pago subornos ao regime de Saddam Hussein por meio do programa Petróleo por Comida da ONU.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.