ONU diz que 3,6 mi de pessoas na Líbia podem precisar de ajuda

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, afirmou na quarta-feira que cerca de 3,6 milhões de pessoas na Líbia podem precisar de ajuda humanitária uma vez que os rebeldes mantêm seus combates contra o líder Muammar Gaddafi.

REUTERS

13 de abril de 2011 | 09h17

"Até 3,6 milhões de pessoas na Líbia podem necessitar de ajuda humanitária", disse Ban durante reunião de ministros de Relações Exteriores para discutir o futuro da Líbia, realizada no Catar.

Ban afirmou ainda que está realizando consultas com agências e fundos da ONU para possíveis contingências e acrescentou que "devemos mobilizar todos os meios ao nosso dispor, incluindo militar".

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIADOHAONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.