ONU nomeia novo representante para o Iraque

Steffan de Mistura, ítalo-sueco, foi nomeado para substituindo o paquistanês Ashraf Qazi, agora no Sudão

EVELYN LEO, REUTERS

05 de setembro de 2007 | 17h39

O ítalo-sueco Steffan de Misturafoi nomeado na quarta-feira para comandar a missão da ONU noIraque, substituindo o paquistanês Ashraf Qazi, transferidopara as operações da entidade no sul do Sudão. A pedido dos EUA e da Grã-Bretanha, o Conselho de Segurançada ONU aprovou no mês passado a concessão de um mandatopolítico mais amplo para a entidade no Iraque, o que incluiferramentas para promover a reconciliação entre facções rivaise o diálogo com países vizinhos. De Mistura, cuja indicação havia sido antecipada em agostopelos EUA, atualmente dirige a Escola dos Funcionários da ONUem Turim, Itália. Em três décadas, ocupou vários cargos naentidade, inclusive o de sub-representante da ONU no Iraque, em2005-06. Ele também esteve durante vários anos no sul doLíbano. O governo iraquiano aceitou a indicação de Mistura, e oSudão também deu aval à transferência do discreto Qazi, depoisde rejeitar outros candidatos à vaga aberta há quase um anopela expulsão de Jan Pronk, que havia feito declarações ousadascontra o governo de Cartum, segundo diplomatas e funcionários. De Mistura fala sueco, inglês, francês, alemão, italiano eespanhol, além de um pouco de árabe. A ONU retirou grande parte dos seus funcionários do Iraquedepois da explosão que destruiu sua sede em Bagdá, em agosto de2003, matando 22 pessoas, inclusive o brasileiro Sérgio Vieirade Mello, que chefiava a missão. O Sindicato de Funcionários daONU quer que a cúpula da entidade retire os funcionários queestão lá e não envie outros em seu lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEONUCHEFEMISSAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.