ONU pede calma na fronteira entre Líbano e Israel

Forças de paz das Nações Unidas no sul do Líbano pediram que as partes envolvidas em um tiroteio no domingo na fronteira Líbano-Israel imponham restrição máxima para evitar novas mortes.

REUTERS

15 de maio de 2011 | 09h46

Quatro protestantes foram mortos e 11 ficaram feridos em um tiroteio na fronteira dos dois países onde palestinos estavam realizando manifestações no domingo, segundo fontes de segurança. As forças de Israel teriam atirado para o ar com o objetivo de dissipar as manifestações dos palestinos na fronteira.

Uma porta-voz das forças de paz da ONU no local estava em contato com o exército do Líbano e com os militares de Israel.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBANOISRAELONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.