ONU pede cessar fogo imediato de Israel na Faixa de Gaza

Conselho foi convocado em caráter emergencial e pede 'suspensão de toda a violência' na Faixa de Gaza

Agências internacionais,

28 de dezembro de 2008 | 06h46

O presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o croata Neven Jurica, leu neste domingo, 28, uma declaração não impositiva que pede a "suspensão imediata de toda a violência" na Faixa de Gaza e que as partes "interrompam imediatamente todas as atividades militares". O Conselho pediu ainda que as partes em conflito resolvam a crise humanitária na região. O texto não menciona o nome de Israel nem o do movimento islâmico Hamas.  Veja também:Israel ataca e número de mortos em Gaza sobe para 271Conheça a história do conflito entre Israel e palestinosOfensiva israelense deve sepultar esforço de pazHamas pede nova Intifada contra Israel após ataquesItamaraty condena 'reação desproporcional' de IsraelVeja imagens de Gaza após os ataques     O Conselho de Segurança da ONU foi convocado neste sábado, 27, em caráter de urgência para realizar consultas sobre a situação criada pelos ataques da aviação de Israel contra áreas civis no território palestino de Gaza. "Fomos informados que o Conselho de Segurança convocou consultas sobre o Oriente Médio", informou um porta-voz das Nações Unidas no sábado. Neste domingo, Miguel D'Escoto, presidente da Assembléia Geral da ONU, qualificou como "gratuita" a agressão israelense sobre Gaza e pediu aos membros da ONU que atuem com rapidez e determinação caso não queriam ser "cúmplices da omissão".  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.