Oposicionista abandona disputa eleitoral no Afeganistão

Abdullah não fez menção de ter aceitado um cargo num possível futuro governo de unidade nacional

Associated Press,

01 Novembro 2009 | 07h23

O candidato de oposição à Presidência do Afeganistão anunciou, neste domingo, que não participará do segundo turno do pleito, marcado para o próximo fim de semana, porque as medidas que havia exigido a fim de evitar fraude não foram adotadas. Ele não chegou, no entanto, a convocar um boicote às urnas.

 

Escalada da violência na Ásia Central

 

"Não participarei da eleição de 7 de novembro", disse Abdullah Abdullah a correligionários, porque "uma eleição transparente não é possível". Ao contrário do que um assessor havia dito no sábado, 31, o candidato não fez um pedido por boicote. "Não estou pedindo isso", disse ele, em resposta a uma pergunta direta sobre o assunto.

 

 Abdullah não fez menção de ter aceitado um cargo num possível futuro governo de unidade nacional com o presidente Hamid Karzai, que segundo os Estados Unidos e parceiros internacionais acreditam ser a melhor opção para o país enfrentar a revolta do Taleban.

 

O colega de chapa de Abdullah, Homayoun Assefy, disse que cabe à Comissão Eleitoral Independente, um órgão do governo, decidir se o pleito marcado para o próximo sábado vai ou não ocorrer.

 

O porta-voz da campanha de Karzai, Waheed Omar, disse que é "muito desagradável" que Abdullah tenha decidido não concorrer, mas que o segundo turno deve prosseguir sem ele.

 

"Acreditamos que a eleição deve prosseguir, o processo tem de se completar, o povo do Afeganistão tem de ter o direito de votar", disse Omar.

 

Em um discurso emocionado, Abdullah disse que não acredita que uma eleição livre e justa seja possível sem mudanças no comando da comissão eleitoral, que administrou um primeiro turno marcado por fraudes, em 20 de agosto.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.