Organização da Cooperação Islâmica suspende Síria por crise

A Organização da Cooperação Islâmica suspendeu a Síria na madrugada de quinta-feira (horário local) em uma cúpula de líderes muçulmanos em Meca, citando a violenta repressão do presidente Bashar al-Assad contra uma revolta, disse o bloco em comunicado.

Reuters

15 de agosto de 2012 | 20h40

"A conferência decidiu suspender a integrante República Árabe da Síria da OIC e todos os seus organismos subsidiários, instituições especializadas e afiliadas", informou a nota no encerramento da cúpula.

A medida foi aprovada na segunda-feira em uma reunião preliminar dos ministros de Relações Exteriores da OIC e foi acordada na segunda noite de reuniões da cúpula, apesar da oposição do Irã.

A Arábia Saudita, que sedia a cúpula, liderou os esforços árabes para isolar diplomaticamente a Síria e apoia os pedidos de armamento para os rebeldes opositores.

Durante a cúpula, o secretário-geral da OIC, Ekmeleddin Ihsanoglu, disse que "não vê muito apoio para uma intervenção externa" na Síria.

(Reportagem de Asma Alsharif)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIASUSPENSABLOCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.