Otan admite responsabilidade por morte de civis na Líbia

A Otan admitiu sua responsabilidade por ataque aéreo que matou civis em Trípoli no domingo.

REUTERS

19 de junho de 2011 | 17h47

"Ainda estamos determinando as especificidades desse evento, mas indicações são de que uma falha no sistema de armamento possa ter causado o incidente", afirmou o comandante da missão da Otan, general Charles Bouchard, em comunicado.

A Otan disse que o alvo do ataque era um sítio militar e reconheceu as mortes.

Cedo no domingo, autoridades líbias levaram repórteres a uma área residencial no distrito de Souq al-Juma de Trípoli onde os jornalistas viram corpos sendo retirados dos destroços de um prédio destruído.

Mais tarde, em um hospital, eles foram mostrados os corpos de duas crianças e três adultos que, segundo as autoridades, estariam entre os mortos no ataque.

As autoridades líbias inicialmente disseram que sete pessoas teriam morrido no incidente, mas o ministro das Relações Exteriores, Abdelati Obeidi, afirmou que havia nove mortos e 18 feridos.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAOTANRECONHECE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.