OTAN admite ter matado cinco civis por engano em operação no Afeganistão

Mortes ocorreram na última quinta, em ataque aéreo contra insurgentes no sul do país

estadão.com.br,

15 de agosto de 2010 | 20h06

CABUL - O comando da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) no Afeganistão admitiu neste domingo, 15, ter matado cinco civis por engano durante um ataque aéreo contra o Taleban no sul do país. As informações são da agência de notícias AFP.

 

Veja também:

linkMortes de soldados estrangeiros passam de 2.000 no Afeganistão

linkPetraeus: Retirada dos EUA em 2011 é condicional

especialEspecial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão

 

Segundo a organização militar, na quinta passada, as forças internacionais "foram alvos de disparos dos insurgentes" em uma operação no distrito de Lashkar Gah, na conturbada província de Helmand.

 

Após os ataques, as forças pediram reforço aéreo e, mais tarde, quatro feridos e três civis afegãos mortos foram deixados próximos a um posto de controle da OTAN, e dois dos feridos morreram, de acordo com um comunicado da coalizão.

 

"Há provas de que havia civis na casa atacada pelas forças da coalizão", admite o comando das forças internacionais no Afeganistão.

 

O general americano David Petraeus, novo comandante das tropas internacionais no país, divulgou no começo do mês novas regras para proteger os civis, continuando a estratégia de seu predecessor para limitar os ataques aéreos.

 

De acordo com a ONU, mais de 1.200 civis morreram no Afeganistão no primeiro semestre de 2010, um aumento de 25% em comparação com o mesmo período de 2009.

 

Ataques

 

Neste domingo, as forças da OTAN mataram dois insurgentes que atacaram um quartel policial no norte do Afeganistão. Os militantes tentavam fugir em uma caminhonete, quando foram surpreendidos por um ataque aéreo.

 

Homens armados em três caminhonetes atacaram a principal estação da polícia da província de Kunduz, na tarde do sábado. Um grupo da OTAN seguiu os insurgentes pelo ar e disparou contra a caminhonete em que se encontravam depois de verificar que não havia civis no local.

 

Atentados violentos aumentaram em Kunduz e em outras províncias do norte do Afeganistão na medida em que o Taleban estendeu suas operações mais além de suas tradicionais bases no sul.

 

Com informações da AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.