OTAN assume ter matado seis civis em operação no Afeganistão

Investigação determinou que corpos foram retirados antes de coalizão chegar ao local

Associated Press,

09 de julho de 2010 | 18h00

CABUL- A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) reconheceu nesta sexta-feira, 9, que seis civis foram mortos e vários outros ficaram feridos em operações da coalizão militar realizadas na quinta no leste do Afeganistão, um dia depois de seis soldados afegãos terem morrido em um ataque aéreo da Otan.

 

Veja também:

linkComandante do Taleban é capturado no Afeganistão

especialEspecial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão

 

De acordo com a organização, uma equipe de investigação determinou que civis foram mortos quando a artilharia atingiu pessoas próximas ao seu alvo na cidade de Jani Khel, no distrito de Paktia.

 

Primeiramente, a coalizão reportou que oito civis afegãos foram feridos e foram levados para um posto da OTAN próximo para tratamento, e que um deles morreu. Depois, foi descoberto que os corpos dos mortos foram removidos antes que unidades da OTAN chegassem ao local.

 

Os cinco soldados afegãos foram mortos na quarta em um ataque aéreo no distrito de Andar, na província de Ghazni.

Tudo o que sabemos sobre:
OTANAfeganistãooperaçãomortecivis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.