Otan tenta reaver cidade no Afeganistão dominada por Taliban

Tropas afegãs,britânicas e norte-americanas lançaram uma grande ofensiva pararecuperar a única cidade de grande porte dominada por rebeldesdo Taliban no Afeganistão, disseram forças afegãs eestrangeiras no sábado. A cidade de Musa Qala na província de Helmand tem sido abase mais poderosa do Taliban no Afeganistão desde que osmilitantes tomaram o poder de membros idosos de tribos emfevereiro. Tropas britânicas deixaram a cidade há um ano em umatrégua que passou o controle aos idosos após ataques doTaliban. Soldados norte-americanos se aproximaram da cidade porhelicóptero na sexta-feira, enquanto membros da força britânicachegaram por terra. "Nós estamos agora envolvidos em um avanço que estáefetivamente empurrando a porta de Musa Qala", disse o tenentecoronel Richard Eaton, porta-voz das forças britânicas emHelmand. As unidades armadas afegãs se preparam para continuar oataque a centenas de rebeldes na cidade. As batalhas continuavam no sábado, sem registro de mortosentre as forças lideradas pela Organização do Tratado doAtlântico Norte (Otan) e da coalizão liderada pelos EstadosUnidos. A coalizão informou, no entanto, que vários militantesforam mortos durante os ataques aéreos. O comandante do Talibanem Musa Qala afirmou que foram destruídos dois veículos dosadversários com várias mortes e nega perdas em suas tropas. O ministério da Defesa do Afeganistão afirmou que aoperação atende a um pedido de chefes tribais locais. As tropas lideradas pelos EUA e pelo Afeganistão derrubaramo Taliban, que se recusou a entregar líderes da al Qaeda apósos ataques de 11 de setembro. Mas as forças estrangeiras tinhampresença limitada em Helmand, permitindo que o Taliban sereorganizasse e tomasse o controle de grandes partes daprovíncia até que 7.000 tropas britânicas chegaram à regiãocerca de 18 meses atrás. Desde então, as batalhas têm sidointensas. O Taliban relançou sua insurgência há dois anos com ataquesguerrilheiros e atentados suicidas no país para convencer osafegãos de que o governo e os aliados do Ocidente não podemtrazer segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.