François Lenoir/Reuters
François Lenoir/Reuters

Paciência do Ocidente com o Irã está acabando, alerta Brown

No dia do aniversário da revolução iraniana, Ahmadinejad diz que seu país se tornou um 'Estado nuclear'

estadao.com.br,

11 de fevereiro de 2010 | 16h02

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse nesta quinta-feira, 11, que a paciência do Ocidente com o Irã e suas ambições nucleares está acabando e não vai durar para sempre. Em um encontro de líderes da União Europeia (UE) em Londres, o premiê disse que as escolhas de Teerã são claras.

Impasse nuclear:

linkIrã é um Estado nuclear, diz Ahmadinejad

"O Irã pode buscar um programa nuclear civil, respeitar os direitos humanos e ganhar confiança e respeito da comunidade internacional, ou prosseguir com seu programa de armas nucleares, maltratar os direitos humanos e se isolar no lado errado da história", disse o líder britânico.

A chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton, também criticou a atuação iraniana no campo dos direitos humanos. Mais cedo, a polícia local prendeu cerca de 30 ativistas da oposição, entre eles familiares de líderes reformistas. O regime dos aiatolás também censurou e-mails e proibiu a imprensa estrangeira de cobrir as manifestações.

"No aniversário da revolução islâmica, que para muitos no Irã deveria simbolizar o progresso em liberdades e direitos fundamentais, milhares de iranianos foram privados de expressar suas opiniões", disse Ashton em comunicado.

'Estado nuclear'

VEJA TAMBÉM:
especialEspecial: O programa nuclear do Irã
especialCronologia: O histórico de tensões
blog Gustavo Chacra: as saídas para o Irã
video TV Estadão: os riscos dos programa 

Em discurso durante a celebração do 31º aniversário da Revolução Islâmica na praça de Azadi, Ahmadinejad disse que o país tem a capacidade de enriquecer urânio a mais de 20%, ou a 80%, mas que isto  não interessa ao país. 

"Quando dizemos que não produziremos a bomba, estamos falando sério. Não acreditamos na produção de armas atômicas", disse Ahmadinejad. "Se quiséssemos, já teríamos anunciado isto".

O presidente confirmou também que o primeiro lote de urânio enriquecido a 20%, processo iniciado na terça-feira, já está pronto. "O enriquecimento começou na terça passada e os cientistas já conseguiram produzir o primeiro pacote de urânio enriquecido a 20%", disse. Segundo o governo iraniano, este material será usado para o tratamento de câncer. 

 Com informações da Efe, da AP e da Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.