Países ocidentais veem consistência e continuidade em negociação com Irã

As potências mundiais acreditam que as negociações com o Irã sobre o controverso programa nuclear iraniano foram consistentes o bastante para continuarem com a diplomacia, disse um importante diplomata ocidental nesta segunda-feira, dias após uma reunião no Cazaquistão que não produziu qualquer avanço.

Reuters

08 de abril de 2013 | 14h53

"Há consistência suficiente para que essas negociações continuem", afirmou o diplomata, falando sob condição de anonimato, a jornalistas. "Eu não esperaria um colapso."

As seis potências --Estados Unidos, Rússia, China, França, Grã-Bretanha e Alemanha-- querem que o Irã reduza seu programa nuclear devido a preocupações de que a República Islâmica busque desenvolver capacidade de fazer uma bomba atômica.

O Irã nega ter quaisquer intenções militares e diz que precisa de energia nuclear para gerar eletricidade e para fins médicos.

Na semana passada, em encontro na cidade cazaque de Almaty, os seis países tentaram persuadir Teerã a abandonar seu programa de enriquecimento de urânio mais sensível em troca de um alívio modesto em sanções econômicas duras.

Mas nenhum acordo foi alcançado, e autoridades ocidentais disseram que havia uma grande diferença entre os dois lados.

(Reportagem de Justyna Pawlak)

Tudo o que sabemos sobre:
IRANEGOCIACOESCONTINUAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.