Palestino morre durante operação israelense em Nablus

Na semana passada, Israel autorizou Exército a avançar até dois quilômetros em Gaza para capturar milicianos

EFE

16 de setembro de 2007 | 04h29

Soldados do Exército israelense mataram neste domingo um palestino do campo de refugiados de Balata, nos arredores da cidade de Nablus, na Cisjordânia, informaram fontes de segurança. A vítima militava no movimento nacionalista Fatah, afirmaram as fontes, que não revelaram a identidade do palestino morto nem as circunstâncias em que ele perdeu a vida. Antes de se retirar do campo de refugiados, os soldados capturaram outro palestino cuja filiação política não foi informada. Milicianos da Faixa de Gaza voltaram a disparar foguetes Qassam contra localidades do sul de Israel nesta manhã, aparentemente em represália a operações do Exército no sul desse território, na zona de Rafah. O Governo de Israel autorizou na semana passada o Exército a entrar até dois quilômetros no território de Gaza para capturar milicianos que participam desses ataques. Esta decisão foi tomada depois que três foguetes Qassam caíram em um acampamento de recrutas israelenses, deixando 69 feridos.

Tudo o que sabemos sobre:
PalestinaIsraelFatah

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.