Palestinos apresentarão em setembro na ONU proposta para Estado

Os palestinos buscarão o reconhecimento como Estado-membro da ONU em setembro dado a paralisação do processo de paz com Israel, disse uma autoridade palestina no sábado.

REUTERS

21 de maio de 2011 | 10h01

Nabil Shaath fez um apelo ao presidente norte-americano, Barack Obama, --que na quinta-feira criticou os planos para a ação na assembleia geral da ONU-- para se juntar a outros países que já apoiam a proposta de um Estado palestino formado pela Cisjordânia e por Jerusalém oriental.

Outra autoridade palestina, Nabil Abu Rdainah, afirmou que a iniciativa para obter o status de Estado de forma unilateral poderia ser interrompida se Israel aceitar o pedido para estender a moratória do estabelecimento de assentamentos judeus na Cisjordânia e se a negociações forem retomadas.

Mas isso parece pouco provável, depois que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, questionou Obama, na sexta-feira em Washington, por seu pedido para a criação de um Estado palestino que considere os limites da Cisjordânia antes da guerra de 1967.

(Reportagem de Mohammed Assadi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDPALESTINAONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.