Palestinos e Israel podem retomar diálogo semana que vem, diz Hillary

Enviado americano ao Oriente Médio retorna em poucos dias para iniciar processo de negociação

Reuters

30 de abril de 2010 | 15h10

WASHINGTON - A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, disse nesta sexta-feira, 30, que espera que Israel e os palestinos iniciem negociações de paz indiretas nas próxima semana, encerrando meses de paralisação nos diálogos.

 

"Nós vamos começar as conversas de proximidade na semana que vem", disse a secretária. Segundo Hillary, o enviado especial dos EUA para o Oriente Médio, George Mitchell, retornará da região na próxima semana para iniciar o processo de diálogo.

 

"Queremos ver as partes negociando e trabalhando nos assuntos mais difíceis. Estivemos próximos de uma retomada algumas vezes, então estamos tentando fazer com que o processo siga progredindo", disse a secretária.

 

Autoridades israelenses e palestinas se recusaram a comentar as declarações de Hillary. Saeb Erekat, negociador palestino, disse que a Autoridade Nacional Palestina (ANP) aguardaria o resultado da reunião da Liga Árabe e de uma cúpula da Organização para a Liberação Palestina para se pronunciar.

 

O chanceler do Kuwait, Mohammad al-Sabah, disse estar confiante de que os estados árabes apoiariam a retomada de negociações. "Concordamos plenamente com a posição adotada pelas autoridades americanas", revelou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.