Palestinos entram no Egito por brecha na fronteira

Aberturas foram feitas por explosões provocadas por homens mascarados; policias não impedem passagem

Agência Estado e Associated Press,

23 de janeiro de 2008 | 06h08

Milhares de palestinos deixaram Gaza em direção ao Egito na manhã desta quarta-feira, 23, para comprar comida, combustível e outros produtos que se tornaram escassos no território após o bloqueio israelense. A debandada foi possibilitada por buracos no muro que separa Gaza do Egito. As aberturas foram feitas, também na manhã desta quarta-feira, 23, por explosões provocadas por homens mascarados. Guardas egípcios não tentaram impedir os habitantes do território de cruzar a fronteira. Os policias de Gaza, que está sob domínio do Hamas desde o ano passado, tomaram a mesma atitude.  Na semana passada, Israel fechou sua fronteira com a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, cortando suprimento de combustível para a principal usina de energia do território e para postos de gasolina, além de ter barrado entrega de ajuda à região, que inclui alimentos e outros suprimentos humanitários. O país disse que fez isso para impedir o lançamento de foguetes por militantes contra o sul de seu território.   

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelEgitoFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.