Papa chama líder palestino Mahmoud Abbas de 'anjo da paz'

O papa Francisco se encontrou com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, neste sábado, e o chamou de “anjo da paz”, dias depois de o Vaticano ter anunciado um tratado que formaliza o reconhecimento do Estado da Palestina.

REUTERS

16 de maio de 2015 | 16h40

Os dois líderes se reuniram por cerca de 20 minutos no Vaticano e têm um novo encontro marcado para domingo, em uma cerimônia de canonização de duas santas palestinas. Na quarta, o Vaticano anunciou que assinaria em breve um acordo com o Estado da Palestina, em que são tratados diversos assuntos, incluindo o status da Igreja Católica na Palestina.

Trata-se do primeiro tratado bilateral formal entre as duas autoridades desde que o território palestino recebeu o status de Estado observador na ONU, em 2012, confirmando o reconhecimento de fato do Estado palestino pela Santa Sé.

Em um comunicado, o Vaticano disse que o papa Francisco e Abbas falaram sobre o processo de paz com Israel, assim como expressaram a esperança de que os contatos diretos entre palestinos e israelenses sejam retomados.

Francisco deu a Abbas um medalhão representando um anjo da paz, dizendo ao líder palestino que o considerava “como um anjo da paz”.

Os dois se reunirão novamente em uma cerimônia na Praça de São Pedro, no domingo, para a canonização de Marie Alphonsine Ghattas, fundadora da primeira congregação católica na Palestina, e Mariam Baouardy Haddad, responsável por estabelecer um convento Carmelita em Belém.

(Reportagem de James Mackenzie)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDPAPAABBASENCONTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.