Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Papa pede aos iraquianos que 'levantem a cabeça'

Bento 16 citou a morte do arcebispo católico de Mossul, encontrado morto após seqüestro

EFE

16 de março de 2008 | 10h57

O papa Bento 16 pediu neste domingo, 16, ao povo iraquiano que "levante a cabeça" e seja ele mesmo, em primeiro lugar, o construtor da nação, em sermão durante a oração dominical do Ângelus, realizada na Praça de São Pedro.   - Papa pede auto-avalição no Domingo de Ramos   "Basta com os massacres, basta com a violência, basta com o ódio no Iraque", disse o papa.   O pontífice fez uma chamada ao povo iraquiano, "que há cinco anos sofre as conseqüências de uma guerra que provocou o transtorno de sua vida social e civil".   "Que sejam a reconciliação, o perdão, a justiça, o respeito da convivência civil entre tribos, etnias, grupos religiosos, o solidário caminho para a paz em nome de Deus", acrescentou Bento XVI.   O pontífice fez esta chamada ao lembrar o arcebispo católico caldeu de Mossul (Iraque), Paulos Faraj Rahho, que foi encontrado morto em 13 de março após passar treze dias seqüestrado. Bento 16 elogiou sua "fidelidade a Cristo, à Igreja e a sua gente", já que este decidiu permanecer no país, "apesar das várias ameaças" que tinha recebido.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEPAPAGUERRAARCEBISPO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.