Paquistão mata 40 militantes na fronteira com Afeganistão

Série de ataques iniciados na quarta-feira provocam a ação dos militares; outros 30 são presos

Associated Press e Reuters,

24 de janeiro de 2008 | 05h12

Tropas paquistanesas com o auxílio de artilharia e helicópteros atacaram refúgios de milicianos em regiões tribais perto da fronteira afegã, matando 40 insurgentes e detendo outros 30, informou o exército nesta quinta-feira, 24. Oito soldados foram mortos e 32 ficaram feridos.   Os milicianos morreram em uma série de ataques na quarta-feira, 23, e quinta-feira, 24, em Waziristão do Sul, onde se acredita que se escondem combatentes da Al-Qaeda, pronunciou o exército em um comunicado.   O exército está enviando reforços e usando tanques na área depois de uma semana de luta entre militantes leais ao comando Taleban, afirmou o governo após o assassinato da líder de oposição Benazir Bhutto no mês passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.