Para EUA, 'janela está se fechando' para paz na Síria

A Casa Branca informou nesta quarta-feira que a "janela está se fechando" em busca de uma solução pacífica para a violência na Síria e que não tinha conhecimento do paradeiro do presidente sírio, Bashar al-Assad, após o ataque que matou três de seus principais aliados militares.

Reuters

18 de julho de 2012 | 15h55

"A janela está se fechando, precisamos agir de uma forma unificada para ajudar na transição que o povo sírio tanto merece", disse o porta-voz da Casa Branca Jay Carney em entrevista coletiva.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou por telefone com o presidente russo, Vladimir Putin, sobre a crise na Síria, confirmaram a Casa Branca e a agência russa Interfax.

Segundo a Casa Branca, os Estados Unidos estão trabalhando para convencer China e Rússia de que a história não está ao lado dos que estão alinhados com Assad. Os dois países têm bloqueado no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas resoluções com sanções contra a Síria.

(Reportagem de Andy Sullivan)

Mais conteúdo sobre:
SIRIAEUAJANELA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.