Para ministro iraniano, Netanyahu está tentando minar acordo nuclear entre EUA e Irã

O ministro das relações exteriores do Irã acusou o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu de enfraquecer as negociações do Irã sobre energia nuclear com as potências mundiais de modo a ofuscar e acobertar a repressão na Palestina.

REUTERS

01 Março 2015 | 14h33

Netanyahu é esperado para discursar contra o acordo nuclear entre Irã e EUA antes da sessão do Congresso norte-americano na terça-feira. Sua aparição, após convite feito pelos republicanos, enfureceu membros do governo norte-americano pelo jeito exaltado do chefe de Estado israelense, e pela possibilidade do discurso piorar as já geladas relações entre ele e o presidente Barack Obama, bem como enfraquecer a tradicional aliança EUA-Israel.

"É lamentável que um certo grupo tire proveito de momentos de tensão e crises....Netanyahu é contra qualquer tipo de solução", disse Mohammad Javad Zarif em uma coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo italiano Paolo Gentiloni, no sábado.

Zarif deve se encontrar com o Secretário de Estado norte-americano John Kerry e com outros políticos do Ocidente na Suíça nesta semana, numa tentativa de chegar a um acordo a respeito do contestado programa nuclear iraniano. O Ocidente teme que o Irã queira desenvolver uma bomba atômica. Teerã nega que esteja procurando armas nucleares.

"Isso é uma tentativa de se tirar vantagem de uma crise fabricada de modo a acobertar as realidades da região, incluindo a ocupação e a repressão do povo da Palestina e a violação de seus direitos", disse Zarif.

(Por Mehrdad Balali e Sam Wilkin)

Mais conteúdo sobre:
IRA ISRAEL NUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.