Partido de Benazir poderá cooperar com Musharraf

Comentário intensifica preocupação de países ocidentais quanto ao rumo político do Paquistão

AP,

14 de janeiro de 2008 | 09h46

Representantes do partido político de Benazir Bhutto disseram nesta segunda-feira, 14, que, apesar da aparente impopularidade do presidente paquistanês e da possível ligação do atual governo com a morte de Benazir, poderão cooperar com o presidente do Paquistão a partir das eleições que serão realizadas em fevereiro.    Musharraf 'afoga Paquistão no sangue', diz oposicionista   Tal comentário somente intensificou a preocupação ocidental com relação aos rumos políticos do Paquistão. Os EUA e outras nações acreditam que esta decisão resultará num período de instabilidade política devido ao aumento das batalhas internas no país e aos ataques liderados por militantes Talebans e da Al-Qaeda.   Quando questionado sobre a possibilidade cooperar com o governo de Musharraf, um porta-voz do Partido do Povo Paquistanês, antes liderado por Benazir, diz que "todas as opções estão abertas".   Espera-se bons resultados do Partido de Benazir e do outro grande grupo oposicionista nas eleições parlamentares, mas poucos analistas acreditam que um único partido vença majoritariamente. Grupos oposicionistas têm poder suficiente para pedir o impeachment de Musharraf, mas é improvável que isso se concretize.   Uma pesquisa conduzida pelo Instituto Republicano Internacional, no fim do ano passado, mostrou que 72% dos eleitores se opunham à reeleição de Musharraf.   Bhutto era uma líder política popular nos Estados Unidos e outros países ocidentais por sua postura oposicionista ao Islã extremista.   Enquanto o governo culpa um comandante Taleban pela morte de Benazir,  a família e o partido de Benazir, acusam o governo paquistanês de não providenciar segurança suficiente para a ex-primeira ministra . Há quem alegue que elementos do próprio governo estejam ligados diretamente com a morte de Benazir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.