Partido deixa governo israelense para protestar conversas de paz

Um partido de direita deixou nestaquarta-feira a coalizão de governo do primeiro-ministroisraelense, Ehud Olmert, em protesto pelas conversas de paz comos palestinos. A decisão deixa o premiê ainda mais politicamentevulnerável. Com a saída da legenda Yisrael Beiteinu, a maioriade Olmert no Parlamento de 120 membros diminuiu de 78 assentospara 67. O primeiro-ministro declarou que a perda do parceiro decoalizão não o impedirá de seguir na busca por um acordo de pazcom o presidente palestino, Mahmoud Abbas. Em nota divulgada por seu gabinete, Olmert disse acreditarque as negociações são "a única chance real de garantir a paz ea segurança dos cidadãos de Israel".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.